_

Photobucket

Esse é o seu espaço para discutir e opinar sobre temas da paleontologia. Sinta-se livre para comentar.


quinta-feira, 11 de setembro de 2014

A verdade sobre o Espinossauro

Nova concepção do Espinossauro
© Davide Bonadonna

Para alguns, como eu, essa verdade foi um tanto dolorosa, e instigante também. Parece que o maior predador conhecido que já caminhou pela Terra ganhou um novo título; o predador mais estranho que já caminhou pela Terra. Graças aos estudos de uma equipe de paleontólogos no Marrocos, um velho e "incompleto" mistério foi solucionado. Restos fósseis do Spinosaurus aegyptiacus revelaram que o imponente animal possuía menos da metade da sua altura antes estimada, e o mais surpreendente; ele era adaptado para uma vida semi-aquática!
© Davide Bonadonna

Parte dos primeiros fósseis encontrados do Espinossauro foram destruídos quando ocorreu um bombardeio britânico ao Museu da cidade de Munique, na Alemanha, durante a Segunda Guerra Mundial; até então estas eram as únicas informações que se tinham sobre esse dinossauro, e estas não foram muito significativas para o entendimento da nova espécie, tudo o que se tinha era apenas alguns fragmentos do crânio, da cauda e das sua singular espinha dorsal, informações estas que foram complementadas com achados posteriores, que não forneciam nenhuma pista sobre os seus membros. Fazendo uma analogia à outras espécies semelhantes, especulou-se que ele fosse um terópode tão grande, ou até mesmo maior, que o conhecido Tyranosaurus Rex. Isso tudo mudou quando um caçador de fósseis desenterrou um esqueleto parcial do dinossauro, no Marrocos, em 2008. Esses fósseis combinados com outros achados espalhados pelos museus possibilitaram uma reconstrução precisa.
Reconstrução do esqueleto do Espinossauro
© Mike Hettwer/ National Geographic

Contudo, essa nova visão nos mostrou um fato incrível e completamente novo na paleontologia. "O animal é diferente de qualquer outro dinossauro predador. [...] É estar olhando para uma espécie completamente nova de animal", disse Nizar Ibrahim, um dos paleontólogos que conduziram a pesquisa. Com membros relativamente curtos, cauda flexível, patas traseiras planas que o possibilitava "remar" pelas águas, e narinas na metade do focinho que o permitia respirar enquanto o seu corpo e parte da sua cabeça estavam submersos, tudo aponta que, com essas adaptações, o animal podia ter passado a maior parte do tempo na água se alimentando de tubarões, grandes peixes e alguns crocodilianos da época. Em terra ele se locomovia de forma quadrúpede, erguendo sua imensa vela composta por espinhos ósseos. Com essa anatomia o Espinossauro pode não ter sido tão imponente em terra firme, mas, com certeza ele dominou as águas do norte africano há 95 milhões de anos atrás. Particularmente, para mim, apesar do pesares, ele ainda continua fantástico, mesmo com toda essa mudança drástica. Creio que essa reviravolta vai trazer alguns benefícios e também novos desafios para a paleontologia, como enfatizou Ibrahim dizendo: "Ele vai forçar especialistas em dinossauros a repensar muitas coisas que eles achavam que sabiam sobre dinossauros".

Fontes:

6 comentários:

  1. Sempre desconfiei...sério mesmo...sempre questionei...agora,está aí!

    ResponderExcluir
  2. Concordo Rárisson, mesmo com essa mudança, ele continua sendo fantástico! Só que as chances dele vencer o T. rex pra mim diminuíram e MUITO!

    ResponderExcluir
  3. pra mim isso ai é outro espinossaurideo,um espinossaurideo novo,vou chamar esse espinossaurideo novo de vestronatossauro maticus

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cara aceite o seu dinossauro favorito do jeito que ele é, se fosse um novo espinossaurídeo, o Ibrahim saberia, pois ele é um paleontólogo e você é só mais um Spino-fan que não aceita seu dino favorito do jeito que é. E mais, não se pode dar um nome pra um dinossauro sem ao menos saber o significado... A paleontologia funciona assim!

      Excluir
  4. Eu ainda aposto que o espinossauro podia vencer o t-rex

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dino Club, mesmo as evidências estando na sua frente, você ainda acha que o Spino ganha? Você é uma ofensa à paleontologia cara! Pois mesmo os fatos falando que o Spino era daquele jeito, sua puxação de saco fala mais alto! Sinto pena de você!

      Excluir