_

Photobucket

Esse é o seu espaço para discutir e opinar sobre temas da paleontologia. Sinta-se livre para comentar.


quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

Período Criogeniano - Terra Bola de Neve

Simulação de como a Terra estaria no criogeniano
© AIB

Há 850 milhões de anos atrás a Terra entrou num período chamado Criogeniano, mais conhecido como Terra bola de neve, pois, durante esse período o nosso planeta passou por um colapso climático que ocasionou o congelamento de todo o globo. Nesse tempo a vida ainda não havia se desenvolvido de um modo muito complexo, porém, o mar já era dominado por algas, seres unicelulares e multicelulares, mas acredita-se que 90% das espécies foram extintas com a glaciação. Não sabe-se ao certo, mas, de algum modo, as formas de vida sobreviveram, prosperaram e se sofisticaram. Na escala de tempo geológico o Criogeniano sucede o Toniano e precede e Ediacário; nenhum destes se divide em épocas. Os três períodos constituem a Era Neoproterozóica, que, por sua vez marca o final do Éon Proterozóico e do Pré-Cambriano. Acredita-se que no Proterozóico, mais precisamente no período Ediacário, o mar era dominado por criaturas que talvez pertencessem ao grupo dos celenterados, alguns artrópodes e até animais de grupos não existentes atualmente.
Reconstrução do processo de glaciação
© U. Bristol

Formas de vida como os estromatólitos (conjunto de microorganismos que formam um tapete calcário semelhante à um recife de coral) surgiram em meados do Éon Arqueano e sobreviveram à intensa "Era Glacial" que estima-se ter durado até 10 milhões de anos. De volta ao Criogeniano; sabemos que o período foi marcado pelo colapso climático que congelou quase toda a superfície da Terra. Não se sabe quais foram os motivos de tal acontecimento, mas existem provas de que essa violenta glaciação foi real. Como exemplo temos depósitos sedimentares com rochas de origem glacial em lugares que estariam nos trópicos naquele tempo. Pela espessura da camada foi capaz de se obter uma estimativa de quantos anos a Terra passou coberta pelo gelo. Talvez uma inclinação no eixo terrestre tenha causado um colapso no clima, ou alguma nuvem de poeira tenha barrado a luz solar, mas isso são só especulações. Ninguém jamais soube o que houve.
A atividade vulcânica pode ter salvo o planeta
© Yahoo Notícias

Uma boa hipótese seria o aumento da camada de gelo que consequentemente levaria ao aumento do albedo (quantidade de luz refletida). Cada vez que o gelo aumentava, mais ele refletia os raios solares causando um resfriamento e o avanço das camadas de gelo aos trópicos. Estima-se que o gelo teria avanço até 30º acima do Equador. Mas independentemente da causa, como a Terra conseguiu sair desse estado de criogenia? A resposta está nos vulcões, eles podem ter sido os grandes heróis do planeta.  Uma intensa atividade vulcânica conseguia abrir falhas na espessa camada de gelo, liberando assim enormes quantidades de CO2 (gás carbônico) na atmosfera. A acumulação desse gás gerou um "Super Efeito Estufa" que foi o que pode ter salvo o nosso planeta. Aos poucos o calor que era refletido passou então a ser retido pela camada de CO2 causando um aumento da temperatura e consequentemente o derretimento do gelo. O equilíbrio climático marca o fim do período Criogeniano e o início do Ediacário, quando a Terra se tornou propícia a vida mais uma vez.
Dickinsonia, um fóssil do Ediacário
© g1 Globo

Fontes:

3 comentários:

  1. Olá, Rárisson,
    Adorei o teu blog. Sou fascinada por dinossauros.
    Queria te dar um selinho que recebi de outro blog:

    ESTE BLOG VALE UM FILME
    http://www.grandesfilmes.com.br/2010/01/um-selo-para-seu-blog.html

    Passe lá e pegue o código. Você merece.

    ResponderExcluir
  2. Muiot legal a matéria, o único problema é que os vulcões tem resposta negatva, então se eles liberarem mais co2 cinzas e etc na atomosfera a tendência seria de queda na Temperatura não um aumento. Fora que a quantidade de dióxido de carbono nesse periodo era de 10 a 20 vezes maior que hoje, o que demonstra que o carbono não poderia ter esquentado a atmosfera devido a saturação dos comprimentos de onda que ele absorve energia.

    Abraços
    fakeclimate.wordpress.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Daniel,

      Gostei do teu comentário cara, obrigado. Realmente houve um equívoco no que toca a esse tema, irei corrigi-lo. Revendo essa parte do carbono, me atrapalhei totalmente, não deveria ter relacionado com os "esquentamento" dos oceanos mas sim com o resfriamento da Terra. Valeu ai.

      Abraços.

      Excluir