_

Photobucket

Esse é o seu espaço para discutir e opinar sobre temas da paleontologia. Sinta-se livre para comentar.


sexta-feira, 16 de setembro de 2011

Oviraptor

© Isis Masshiro

O Oviraptor foi um terópode de pernas longas com grandes olhos, bico sem dentes e cauda óssea. Ele e seus parentes próximos parecem ter sido os dinossauros mais intimamente relacionados às aves. O cientista que descreveu o Oviraptor em 1924 acreditava ter encontrado um espécime que havia sido morto enquanto roubava ovos do herbívoro com chifres Triceratops. Ele nomeou o seu achado de Oviraptor philoceratops, o qual significava "ladrão de ovos de dinossauros com chifres". Na década de 1990, entretanto, outros dinossauros do gênero Oviraptor foram encontrados com ovos similares. Em um desses ovos, havia ossos de um embrião de Oviraptor. Longe de roubar os ovos de outros dinossauros, os adultos tinham morrido protegendo os próprios ovos, como as aves que atualmente nidificam no chão. O Oviraptor viveu há cerca de 80 milhões de anos onde hoje é o Deserto de Gobi, na Mongólia e na China.
Oviraptor sobre o ninho
© DK

Esse modelo, semelhante ao animal vivo, mostra uma mãe Oviraptor instalando-se para chocar seus ovos. O ninho é um monte de areia com uma concavidade escavada no centro. Em seu interior, ela dispôs os ovos alongados em um círculo. Abaixando-se devagar, a grande criatura utiliza o calor do próprio corpo para manter seus ovos aquecidos à noite, semelhante a uma ave. De dia, as penas macias e felpudas que cobrem seu corpo e braços protegem seus ovos do calor violento do sol e da areia carregada pelos fortes ventos. Se um outro dinossauro tentar roubar seus ovos, ela pode arranhá-lo com suas garras afiadas ou, como um avestruz dar uma terrível patada.
Ninho de Oviraptor
© Steve Starer

Fóssil de embrião de um Oviraptor
© desconhecido

Ossos delicados ainda rodeados por fragmentos da casca do ovo revelam restos do embrião de  um Oviraptor posto há 80 milhões de anos. O dinossauro que não havia saído da casca encontrava-se enrolado em um ovo com não mais do que 7 centímetros de diâmetro. Se ele tivesse eclodido, o bebê teria crescido até 2 metros de comprimento. A descoberta de embriões de dinossauros é rara por que seus ossos eram, geralmente, muito frágeis para serem preservados. Ossos ovos fósseis mostram o local onde um Oviraptor morreu enquanto cuidava de um ninho com ovos alongados. Esse ninho foi encontrado em solo arenoso, provavelmente na borda de um oásis no deserto. Para proteger os ovos de uma tempestade, a mãe, aparentemente estendeu seus braços com garras sobre o ninho, como uma ave estende suas asas. Repentinamente, uma duna saturada pela água da chuva deslizou sobre o ninho e soterra o dinossauro com seus ovos sob uma avalanche de areia.
© Julius T. Csotonyi

A cabeça curta do Oviraptor era mais parecida com a cabeça de uma ave do que com a de um dinossauro terópode típico. As maxilas formavam um bico alto e sem dentes e o leve crânio consistia, principalmente, de barras ósseas fortes, porém leves e finas. O crânio continha buracos enormes para os olhos. Uma crista revestida por um cifre percorria o topo da área nasal de Oviraptor. Penas podem ter recoberto o resto da cabeça, que aqui aparece nua e com escamas. Um esqueleto reconstruído revela a estrutura delgada dos ossos ocos no interior do corpo da criatura. Os ovirraptores tinham braços compridos e mãos longas com três dedos e capazes de agarrar, armadas com garras afiadas e fortemente curvadas. As canelas e os pés alongados os capacitavam a correr rápido, e a cauda era relativamente mais curta do que a maioria dos terópodes. Como um todo, o Oviraptor assemelhava-se a uma grande ave não-voadora. 
Oviraptor com mamífero no bico
© Dying Quasar

Ele ainda usava o mesmo músculo que as aves- o músculo íleo-tibial - para empurrar suas pernas para trás. Entretanto, certos detalhes intrigantes, tais como ossos púbicos voltados para frente e um hálux (primeiro dedo do pé) voltado para trás, indicam que esse terópode não era, de fato, uma ave. Assim como outros dinossauros ele é considerado um dos dinossauros aviários, ou seja possuíam características de aves e ele foi também sem dúvida uma mãe dedicada e não um ladrão de ovos, mas isso não significa que ele não se alimentasse de ovos de outros dinossauros; ele era o tipo de dinossauro que comia de tudo, e roubar ovos era bem comum entre os dinossauros daquele lugar. Com seus quase 2 metros de altura e um bico forte ele não era o dinossauro ideal para ter predadores, talvez nem os velociraptors ousassem atacar um bando de Oviraptors, pois estes tinham a metade de seu tamanho.
© Todd Marshall

Dados do Dinossauro:


Nome científico: Oviraptor philoceratops
Tamanho: 2 metros de comprimento
Peso: Cerca de 33 quilos.
Onde viveu: Deserto de Gobi
Quando viveu: Final do Período Cretáceo
Dieta: Incerta


Fontes:

  • Enciclopédia dos dinossauros e da vida pré-histórica DK

Nenhum comentário:

Postar um comentário