_

Photobucket

Esse é o seu espaço para discutir e opinar sobre temas da paleontologia. Sinta-se livre para comentar.


sábado, 2 de outubro de 2010

Quando as baleias nadavam no Saara - Parte II

 © Rárisson Jardiel

O Basilosaurus é de fato uma baleia primitiva, mas também exibe dois frágeis membros posteriores, cada qual do tamanho da perna de uma menina de 3 anos, se projetando de seus flancos.  Essas pernas encantadoras e diminutas - perfeitamente formadas porém inúteis, pelo menos para facilitar o deslocamento - são uma pista crucial para entendermos como as baleias modernas, essas máquinas bem adaptadas à natação, podem ser descendentes de mamíferos terrestres que antes caminhavam com quatro patas. Gingerich devotou grande parte de sua carreira a explicar tal metamorfose, possivelmente a mais intrigante do reino animal. E, ao fazer isso, mostra que as baleias, um dia celebradas pelos criacionistas como o melhor indício contra a evolução, talvez sejam a comprovação mais elegante do processo darwiniano.

 Quadro da possível metamorfose das baleias
© BBC

O uádi Hitan - literalmente, "vale das baleias" - revela uma fantástica abundância dessas pedras de roseta da biologia. Nos últimos 27 anos, Gingerich e seus colegas descobriram ali restos de mais de mil baleias, e um número ainda maior pode ser achado. No acampamento, encontramos vários membros da equipe de Gingerich que também haviam acabado de chegar de seus locais de pesquisa.
 © BBC

Logo depois passamos a comentar os resultados  da jornada durante um jantar de carne de bode assada, foul mudamas (purê de fava) e pão sírio. Mohammed Sameh, o responsável pela área de proteção do uádi Hitan, havia procurado por baleias mais a leste e relata ter avistado várias pilhas de ossos - novas pistas sobre um dos grandes enigmas da história natural. Dois jordanianos, o pós-graduado Iyad Zalmoute o estudante Ryan Bebej, haviam estado exumando um focinho de baleia que se projetava de um paredão rochoso. "O resto do corpo também deve estar lá", conclui Zalmout.
 O Pakicetus foi o ancestral comum a todas as baleias
© Evolution Fórum

O ancestral comum das baleias e de todos os outros animais terrestres era um tetrapóde com formato de salamandra e cabeça achatada que se arrastou desde o mar até um terreno pantanoso há cerca de 360 milhões de anos (...)

Continue lendo...   - Veja a Parte I aqui.

Um comentário:

  1. olá belo blog visite o meu:http://dinossauros-binossauro.blogspot.com

    ResponderExcluir