_

Photobucket

Esse é o seu espaço para discutir e opinar sobre temas da paleontologia. Sinta-se livre para comentar.


terça-feira, 20 de outubro de 2009

Pterygotus

Euripterídeos (Escorpiões-do-mar) foram os maiores artrópodes. Eles pertenciam ao grupo dos quelicerados que hoje incluem os escorpiões e as aranhas. Escorpiões do mar apareceram no Ordoviciano e viveram até o Permiano. Dentre os maiores estava o enorme Pterygotus, que viveu a mais de 400 milhões de anos e podia crescer até o tamanho de um homem. Antes dos peixes predadores evoluírem, os Pterygotus foram os caçadores dominantes nos mares rasos. Algumas espécies caminhavam fora da água, onde inspiravam ar por meio de pulmões especiais, semelhantes aos de certos caranguejos terrestres. 
O Pterygotus tinha o corpo dividido em duas partes. O prossoma incluía a boca, um par de olhos grandes, um par de olhos pequenos e seis pares de apêndices. O optossoma era formado pela a cauda com doze segmentos. Os seis primeiros continham pares de brânquias e os órgãos sexuais do animal. O final de seu abdome formava um remo largo e curto. O Pterygotus tinha olhos grandes capazes de detectar movimento de pequenos peixes placodermos que ficavam na lama do fundo do mar. O caçador nadava ou andava vagarosamente em direção a sua vítima para então atacá-la de repente em alta velocidade. Antes que pudesse escapar, o escorpião o agarrava com suas enormes pinças com espinhos na borda. Com essa pinçar ele esmagava o peixe e o levava até a boca, posicionada na parte de baixo do corpo, entre as suas patas.
Dados do artrópode:

Nome científico: Pterygotus.
Tamanho: Mais de 2 metros de comprimento.
Onde viveu: Europa e América do Norte.
Quando viveu: Final do siluriano.
Dieta: Peixes.

Imagens de Critters pixel, Brain lean.

Nenhum comentário:

Postar um comentário