_

Photobucket

Esse é o seu espaço para discutir e opinar sobre temas da paleontologia. Sinta-se livre para comentar.


sábado, 22 de agosto de 2009

Primeiros Peixes


Os Placodermos - peixes com placas - foram peixes primitivos que possuíam maxilas. Eles receberam esse nome devido ás placas ósseas achatadas da sua cabeça e da parte anterior do corpo, que os protegiam dos ataques de outros placodermos maiores. Eles compartilham muitas características anatômicas com tubarões, tais como coluna vertebral constituída por cartilagem. Isso indicava que esses dois grupos poderiam ter um ancestral comum. Como os tubarões e placodermos não possuíam bexiga natatória, eles precisavam se manter nadando para não afundar... Imagina ai gente: nós somos um peixe, e teríamos que passar a vida toda pra lá, e pra cá para não afundar ou morrer ! Bem voltando ao assunto, havia sete grandes grupos de placodermos, incluindo com braços constituídos por placas ósseas. Alguns viveram no mar e outros em água doce, e variaram em tamanho, de alguns centímetros á 8 metros. Os placodermos foram um grupo bem sucedidos. Embora tenham vivido inteiramente dentro de um único período geológico, que foi o Denoviano, e diversificaram até se tornarem um grupo dominante naquele período.

O gemuendina que foi um peixe de corpo achatado, pertenceu a um grupo de placodermos, chamados Renanídeos. Ele tinha nadadeiras peitorais grandes, em forma de asas - o que lhe faria parecer com uma raia atual - Um escudo ósseo curto protegia a parte anterior do corpo e placas ósseas protegiam a cauda. Assim como as raias, nadava com movimentos ondulantes das nadadeiras peitorais. Para se alimentar a gemuendina ia até o fundo do mar e esmagava peixes com suas fortes mandíbulas.

O Dunkleosteus foi membro do grupo de placodermos artródiros ou Peixes de cabeça articulada,
eles moviam a cabeça para trás e abriam a boca, revelando placas ósseas afiadas que serviam como dentes. Provavelmente os dunkleosteus atacavam pequenos tubarões primitivos. O dunkleosteus foi um dos maiores e mais formidavéis placodermos. Com cabeça e maxilas enormes ele alcançava 5 metros. Apenas sua cabeça e o tronco eram revestidos por placas, deixando sua imensa nadadeira peitoral livre para manobras. O restante do corpo não possuíam couraças ou escamas. Os cientistas ainda não estão certos dos hábitos do dunkleosteus. Eles poderiam ter a forma de tubarões, nadando e caçando ativamente, ou teriam o corpo alongado como o de uma enguia, com nadadeiras alongadas e musculosas, e viver no fundo do mar nadando sinuosamente.

Dados do Dunkleosteus

Nome: Dunkleosteus
Tamanho: 5 m ou mais de comprimento
Dieta: Peixes
Habitat: Oceanos
Onde foi encontrado: África, Europa, e América do Norte.
Idade: Final do Denoviano

2 comentários:

  1. Olá sou o Ariel do blog http://cavernadosdinos.blogspot.com
    Q tal uma parceria?

    ResponderExcluir
  2. Queria falar sobre meu blog:

    Tudo começou quando o meu professor de PPBV (Projeto de pesquisa de biblioteca virtual) Silvério, mais onhecido como Ameba, pediu a turma para fazer um blog, eu e meus amigos ficaram se perguntando o que fazer, e eu respondi:Vou criar um blog sobre seres vivos do passado e futuro.
    Agora estou fazendo artigos sobre seres do Carbonífero e do Paleozóico (que viveram em 2 ou mais períodos da era Paleozóica).Se estiverem interessados aqui está o link:

    http://futureandpastsden.blogspot.com/2011_06_01_archive.html

    ResponderExcluir