_

Photobucket

Esse é o seu espaço para discutir e opinar sobre temas da paleontologia. Sinta-se livre para comentar.


sexta-feira, 28 de agosto de 2009

Paquicefalossauro


O paquicefalossauro ("lagarto cabeça-grossa") foi uma espécie de dinossauro herbívoro e bípede que viveu durante o período Cretáceo. Media em torno de 8 metros de comprimento e 3 metros de altura.
O paquicefalossauro possuía uma cabeça óssea com crânio compacto e uma abóbada alta usada em disputas entre machos da mesma espécie. O paquicefalossauro viveu na América do Norte. Este dinossauro é, provavelmente, um dinossauro onívoro bípede. O que torna esse animal famoso é sua característa mais peculiar: o domo craniano de 25 centímetros de espessura, cercado por protuberâncias ósseas. Da testa ao focinho, este dinossauro possuia uma carreira de espinhos. O tamanho do Pachycephalosaurus é baseado no estudo de outros membros de sua família. Outro aspecto que chama a atenção: a cauda é revestida por tendões calcificados (tendões ósseos), formando uma estrutura semelhante à cauda de uma Ankylosaurus (mas não há nenhum vestígio de uma clava ou estrutura parecida, como acontece no dinossauro citado). Segundo vestígios, as órbitas oculares do Pachycephalosaurus estavam posicionadas na parte frontal da cabeça (assim como num predador), o que leva a crer que era equipado com uma boa visão. Possivelmente tinha visão binocular. Ninguém sabe, ao certo, a função do exagerado crânio dos Pachycephalosaurus. 
Quando descoberto, imaginou-se que era uma arma usada em ferozes disputas entre machos rivais, ou pelo domínio do grupo ou pelo direito do acasalamento, dando violentas cabeçadas uns nos outros, como fazem algumas espécies de cabras selvagens hoje em dia. Entretanto, uma nova geração de paleontólogos vem estudando estes animais e criando teorias sobre o uso da mais famosa característica deste dinossauro (e a dos outros relacionados à esta família). Segundo eles, o domo não poderia ser usado para dar cabeçadas uns nos outros pois a superfície de contado (a parte mais alta) é muito pequena e, se por algum acaso a cabeça de um destes animais desviasse e atingisse o outro, o dano poderia ser devastador (e não seria nada bom ficar gravemente ferido quando há um predador volto pelas redondezas). O crânio seria uma forma de cortejo e, se dois machos fossem disputar uma fêmea, eles usariam a já descrita cauda para chicotear o adversário. Deve-se resaltar que sabe-se muito pouco sobre esses dinossauros. Segundo os cientistas, o Paquicefalossauro poderia ser considerado uma "cabra montanhesa" do seu período, pois vivia e montanhas em pequenos rebanhos. Alguns acreditam que para decidirem quem mandaria no lugar, Paquicefalossauros teriam lutado entre si, participando de concursos de bater cabeça, mas essa teoria já foi superada, pois sabe-se que, sendo o topo cabeça do Paquicefalossauro perfeitamente redondo, seria praticamente impossível um dos crânios não se deslocarem quando os dois animais desse porte e nessa velocidade colidíssem; neste caso, o crânio do oponente atingiria a região dos olhos ou focinho, que é muito frágil, levando à um ferimento muito grave ou até mesmo a morte.

Dois Prenocephales

Dados do Dinossauro:
Nome Científico: Pachycephalosaurus wyomingensis
Época: Fim do Cretáceo, entre 76 à 65 milhões de anos atrás
Local onde viveu: Canadá e EUA
Peso: até 2 tonelada
Tamanho: entre 5 a 8 m de comprimento e 1,5 a 3,1 m de altura
Alimentação: Herbívora

Fontes: wikipédia

Um comentário: